55 / 100

A foto de produto na conversão de vendas

Ela tem o papel mais importante: tirar todas as dúvidas do consumidor, fazendo com que ele compre

gi 2

POR GISELLE VERÍSSIMO

Qual dessas imagens te impacta de maneira positiva?

foto-de-produto-amadora
foto-de-produto-profissional

Se você tivesse que comprar esse produto, qual delas te chamou mais atenção e te faria comprar? Com certeza é a imagem com fundo branco, não é mesmo?

Ela passa mais credibilidade e confiança de que você irá comprar algo de qualidade.

Não basta apenas fotografar um produto em fundo branco, é necessário saber dispor a peça de maneira que ela mostre o melhor dela, valorizando detalhes, mantendo a cor fiel do produto e para mostrar para seu cliente tudo o que ele precisa para comprar.

9 dicas importantes que vão além do clique

1- Tenha imagens com boa resolução

“De acordo com um teste A/B realizado pela Visual Website Optimizer (software flexível de testes variados), imagens maiores aumentam as vendas em até 9%.”Fonte: E-commerce Brasil

Imagens com dimensões maiores no e-commerce ajudam o consumidor a analisar de uma maneira ampliada partes do produto e isso pode auxiliá-lo a sanar dúvidas sobre algum detalhe específico.

2- Imagens com qualidade

A foto de produto tem um papel fundamental em um E-commerce, sendo a principal responsável pela a decisão de compra da maioria dos consumidores.

Ter imagens bem elaboradas e com detalhes principais da peça, além de chamar a atenção do seu cliente, faz com que ele saiba exatamente o que está comprando.

Isso facilita a venda, pois ele não pode ter o produto em mãos.

3- Nitidez na imagem

A fotografia de produto precisa ser nítida e de qualidade. Imagem sem foco ou tremida pode passar uma ideia de desleixo ou que aquela imagem foi pega de qualquer forma na internet. 

Ter uma imagem profissional transmite confiança e credibilidade para sua marca.

4- Tamanho e peso da imagem

Os formatos mais utilizados são: .JPEG, .PNG e .GIF. É necessário verificar qual é a necessidade e para onde sua foto será exposta. 

Para e-commerce, a mais utilizada é a .jpeg com a dimensão de 1000px. Lembrando sempre que ela precisa estar o mais leve possível, com poucos kbytes.

5- Tratamento de imagem

Não menos importante, o tratamento de imagem é uma maneira de você melhorar ainda mais o resultado da imagem de seus produtos. 

Com ele você poderá remover o fundo, dar aquele brilho que faltou na hora do clique e tirar aquela sujeirinha que possa ter ficado despercebida.

6- SEO nas imagens

Atente-se em sempre renomear suas imagens com as técnicas de SEO (Search Engine Optimization) de forma que conste a palavra chave em questão. 

Isso ajuda os buscadores a encontrar e associar a sua imagem aquele produto, trazendo assim tráfego orgânico para seu site.

7- Texto alternativo ou alt text

Tão importante quanto o SEO, o alt text é uma descrição simples do que consta na imagem. 

Assim, quando o seu site não carregar a imagem, ele apresentará um pequeno texto no lugar explicando sobre do que se trata aquela imagem. 

Além de possuir uma função para deficientes visuais possam entender sua imagem.

8- Resolução da imagem

Quanto mais pixels tiver a imagem, mais próxima ela será do produto real. 

Uma imagem feita com qualidade traz nitidez quando se amplia no modo zoom, muito utilizado em grandes e-commerces.

“Quanto maior é a quantidade de pixels, mais a foto pode ser ampliada sem perder definição.”Fonte: E-commerce Brasil

9- Fundo branco sempre

O padrão atual do e-commerce são fotos com fundo branco, onde não há interferência de ambientação e o foco é 100% no produto. 

Isso ajuda a eliminar possíveis distrações e valorizam a peça de uma forma mais ampla.

Além de ser o método padrão mais utilizado nos e-commerces, as grandes plataformas de marketplaces como mercado livre, Amazon, B2W, entre outros, exigem que você possua esse tipo de imagens para você vender pelo meio deles. 

A Amazon.com é a pioneira na criação de imagens de produtos com fundo branco.

A foto de produto e sua real importância para seu e-commerce

A fotografia de produtos tem um papel importantíssimo na hora de vender um produto pela internet ou redes sociais. 

É imprescindível ter imagens que mostrem o produto como um todo, com foco nas principais funções e detalhes que ele apresente. 

Temos sempre que ter em mente que ele fará o papel do vendedor da sua loja, pois o consumidor não pode ter o produto em mãos para analisar de maneira completa.

Ter imagens bem produzidas transmitem profissionalismo e uma boa experiência em sua loja para seu consumidor. 

Você investe apenas uma vez para vender sempre aquele mesmo produto.

Quais são os Tipos de Fotografia de Produto?

Agora quero abordar, acima de tudo, os tipos de fotografia que são utilizadas no mercado e suas funcionalidades. 

Por isso é importante você pensar com clareza que tipo de foto é a melhor para seu produto. 

Essas informações são importantes para você escolher qual tipo de foto é mais adequado ou que venderá melhor seu produto.

Mas você sabe o que é fotografia still e para que ela serve? Este é o ramo da fotografia destinado ao registro de objetos. 

O termo still vem do inglês still life, que é usualmente traduzido como natureza morta, tudo que é inanimado. 

Serve para fazer publicidade, divulgação, além disso, ajuda na venda de produtos. 

Seja para lojas virtuais, propaganda em revistas e jornais, catálogo online ou offline, cardápio e etc. 

Uma imagem bem feita traz muitas informações. 

Ela mostra as qualidades daquele determinado produto, suas cores, formas, entre outras coisas.

Imagine o seguinte: você entra num site onde oferecem o produto que você quer comprar. 

Nele tem várias informações, muitos dados técnicos que você não entende muito, mas pela descrição imagina que seja o que está procurando.

Então observa a foto e vê se ela mostra exatamente o que está buscando. 

Você quer comprar, mas a imagem está pouco instrutiva, não mostra detalhes, só tem um ângulo e ele não favorece o produto, ou até mesmo com baixa qualidade, dificultando a compreensão de algum detalhe da peça. 

O que você faz? Compra assim mesmo? Acredito que não, não é mesmo?

foto-de-produto-oculos-de-madeira

1- Fotografia still

A fotografia still é a mais comum nos sites de comércio eletrônico, pois traz só o produto em destaque em um fundo simples, e o mais importante, sendo branco na maioria das vezes. É com ela que você irá demonstrar todo potencial do seu produto.

Como o próprio nome diz ela é simples. 

É o produto em destaque, em fundo geralmente branco, sem acessórios ou ambientação para completar a cena. 

Esse tipo de fotografia é padrão para lojas virtuais do mundo todo, sendo a Amazon a pioneira no segmento.

A foto still simples é para quem quer vender produtos em e-commerce e marketplace, locais esses que exigem uma certa padronização. 

Com a foto still é mostrando o melhor ângulo e os detalhes do mesmo. 

Porém, apesar de ser rápida, esse tipo de fotografia é preciso ter conhecimento no equipamento que irá trabalhar. 

Ângulo errado, desfoque, iluminação ruim, detalhes sem sentido são itens que podem menosprezar seu produto.

Além disso, você pode perder a credibilidade do que está vendendo é ter grandes problema com devoluções.

foto de produto ambientada

2- Fotografia still ambientada

Foto ambientada é para quem quer conectar o cliente de uma forma que traga o produtos para a sua realidade ou para mostrar como ou onde o produto pode ser usado. 

Esse tipo de foto serve para produção de editoriais e campanhas publicitárias. 

É a aquela fotografia que mostra a realidade próxima ao cliente, com um ambiente mais elaborado e detalhado, de acordo com o produto. 

A ambientação pode ser usada em qualquer produto. 

Um liquidificador pode ser disposto em uma bela cozinha, preparando um delicioso suco, onde podemos ver algumas de suas funcionalidades.

Foto ambientada valoriza e engrandece seu produto. 

Ele transmite uma noção de como o produto será usado. Traz realidade para quem o deseja comprar.

Grandes empresas usam esse tipo de foto para divulgar seus produtos e forma mais natural e comum para seus clientes. 

Além disso, devido a elaboração mais complexa, seu custo é mais elevado que uma foto no padrão e-commerce.

É usado em lançamento de uma coleção, em campanhas de publicidade ou divulgação de uma marca. 

Procure ser objetivo na criação de uma foto ambientada. Muita informação acaba gerando confusão e cansando quem vê, deixando de lado o que realmente se quer vender. 

Utilize itens que sejam coerentes com o produto principal para compor o cenário da foto. 

Escolha ambientes propícios e com iluminação adequada. 

A escolha dos itens que compõem a cena precisa ser criteriosa. 

Ela precisa ser limpa para não confundir o cliente sobre aquilo que esteja à venda.

foto de produto publicitaria

3- Fotografia publicitária

A foto publicitária é o tipo de fotografia que é muito utilizada em grandes campanhas para apresentar seus produtos.

Neste caso há uma elaboração maior entre o produto e o conceito que ele quer passar. 

Esse tipo de fotografia é semelhante a fotografia ambientada, porém tem uma produção bem detalhada. 

É composta pelo produto em si e elementos gráficos, tipos, cores e, em alguns casos, a marca do produto.

Essa campanha requer que você pense no produto como um todo, dando ênfase no que ele faz. 

Você terá que estudar para saber qual é a mensagem que quer realmente passar. 

Esse tipo de fotografia precisa contar uma história, remeter ao espectador uma lembrança ou um sentimento. 

Ela traz emoção e aproxima o cliente para aquela realidade.

A fotografia publicitária precisa do uso das ferramentas certas e enredo para que o sucesso de sua campanha seja efetivo. 

Definir como será veiculada essa campanha; mídia impressa, internet, outdoor, televisão e etc. 

E por isso o custo acaba sendo bem elevado. 

Você pode usar pra tudo, conquistar seus clientes, promover seu produto ou serviço, vender de forma mais focada, atingindo o público alvo de uma maneira mais eficaz.

4- Fotografia de moda

Para moda não é diferente. 

Quando ela está inserida no e-commerce é preciso seguir as tendências, pois nada pode ficar de fora para se manter no mercado. 

Fotografar para a área de moda e vestuário já complica, não é mesmo? 

Como saber se o caimento ficará bom? 

Como saber se o comprimento é correto para determinados clientes?

Enfim, são questionamentos que podem ser resolvidos com uma boa descrição e métodos para medição em escala, entre outros. 

Nosso assunto é sobre como dispor esses produtos. 

De forma que fiquem visualmente bonitos e atraentes para a venda. 

Que tenham como resultado a vontade do consumidor em querer comprar. 

Existem diversas formas de dispor seu produto para fotografar moda em geral.

Os desafios de fotografar roupas

Tirar fotos de roupas com qualidade é um desafio. 

A batalha para eliminar amassadinhos e dobrinhas pode parecer sem fim, além de que você vai perceber que mesmo a iluminação mais planejada pode ser um problema.

Neste sentido, há duas opções a seguir: investir em fotos das peças apenas ou usar modelos e manequins para exibir as roupas na loja virtual. 

A primeira opção é mais simples para o fotógrafo, mas tem algumas limitações que devem ser consideradas.

A foto deverá ser tirada de cima, então há limites de até onde você pode levantar sua câmera, usando um tripé horizontal. 

Se a peça for larga, por exemplo, é possível que uma parte dela seja cortada se a câmera estiver muito baixa. 

Esta opção também é mais em conta, pois não há a necessidade de contratar modelos e contar com um estúdio.

Por outro lado, é inegável que o impacto que as peças de vestuário têm quando vestidas por modelos é muito maior. 

Se você optar por esta alternativa para sua loja virtual é importante ter em mente que fotos de corpo inteiro (tanto de pessoas reais quanto de manequins) exigem uma iluminação mais intensa, além de aparadores largos.

Além disso, alugar um estúdio é altamente recomendado. 

Lembre-se: para fotografar modelos é preciso se proteger na questão de Direitos de Imagem dos modelos. 

Na internet é possível encontrar diversos tipos de contrato que deve ser assinado pelos modelos contratados.

Estilos mais usados

foto-de-produto-camiseta-no-cabide

Cabide

O cabide é uma alternativa para pequenos lojistas e para quem está ingressando, pois não tem muitos recursos e acabam fazendo a foto do produto eles mesmos. É uma maneira de manter o produto alinhado, mas sem perder a linha descolada que se utiliza atualmente.

foto-de-produto-camiseta-amassada

Amassados

O estilo amassado segue a linha despojada, sem manter o padrão, o não convencional. Mostra a peça de forma mais natural sem muito trabalho. É muito utilizado em lojas de camisetas para o público jovem. Não há a preocupação com o “certinho”.

foto-de-produto-flat

Flat

Esse modo é bastante utilizado quando não se quer a interferência de um manequim. Estica-se a peça de roupa, ajusta-se a câmera para que fique totalmente em posição horizontal sobre a peça, mostrando-a por cima, sobreposta a uma fórmica branca ou colorida.

foto-de-produto-manequim-invisivel

Manequim Invisível

É o tipo de fotografia que muitos e-commerces estão usando para a categoria de vestuário, pois ela adota as formas que tem o corpo, sem mostrar o modelo físico ou manequim, fazendo com que o produto seja evidenciado.

Pesquisas mostram que a taxa de conversão da fotografia com manequim invisível é 30% maior que a still simples, pois ela apresenta seus produtos de uma forma mais clean, sem a influência do modelo, causando uma possível distração ao cliente na hora da compra. 

Esse tipo de foto é utilizada em fotografia de moda, onde não se pode mostrar manequim ou não há verba para contratação de modelo.

Manequim fantasmas é a foto still simples de forma melhorada. 

Digo isso, pois a fotografia é a mesma que a simples. 

Porém você dá um toque a mais, preenchendo a peça com sua forma real, de como seria vista no corpo. 

Esse tipo de fotografia está sendo muito procurada por e-commerces de moda. 

Ela dá a forma que o produto precisa, sem mostrar o modelo ou manequim, dando destaque ao produto.

A fotografia de manequim invisível é para os consumidores verem o produto sem ser influenciado pelo modelo. 

Não há nenhuma interferência ou distração. 

O cliente verá apenas aquilo o que você quer vender.

O consumidor pode ver marcas, amassados, linhas, defeitos em geral como em qualquer outro tipo de fotografia, porém essa se destaca mais. 

Além disso, procure verificar a disposição do produto para não perder sua essência. 

Seu cliente precisa ver o produto como é, já que não terá um modelo para dar a noção do caimento da roupa.

Esse tipo de apresentação do produto pode ser feita de maneiras diferentes. 

Existe o manequim Ghost, ou seja, um manequim fantasma que é desmontável, onde pode tirar algumas peças, sendo possível torná-lo invisível, mas sem perder o enchimento.

Nele é possível fotografar apenas 1 vez, pois a peça fica envolta do manequim, não aparecendo nada dentro do decote para ser cortado. 

O tratamento só irá retirar as pernas e/ou braços, caso houver.

 A outra maneira é fotografando 2 vezes a peça. 

Uma no manequim convencional e a outra somente a peça no chão. 

Depois é utilizado um programa de edição de imagens, como o Adobe Photoshop, por exemplo. 

Funde-se duas imagens para retirar o manequim e torná-la mais visualmente bonita, fazendo o fundo da peça aparecer. 

Nos dois casos a imagem fica sem interferência de manequins ou modelos.

foto-de-produto-modelo

Modelos

A clássica maneira para se vender moda no mundo é utilizar um modelo. 

Forma mais natural e próxima de nossa realidade, o modelo mostra exatamente qual é o caimento, se aquele tipo de roupa ficaria bem ou não no consumidor.

É uma das maneiras mais caras, pois é necessário contratar o modelo, maquiagem, as vezes até uma locação para fazer as fotos. 

Basta escolher o que mais é adequado para você. São diversos tipos de foto still. 

Utilize sempre aquele que for melhor para mostrar seu produto. 

Lembre-se de sempre detalhar as imagens para que seu cliente entenda aquilo que você está vendendo.

Quanto mais fotos, melhor

Fazer fotografias com ângulo diferentes de cada produto ajuda a mostrar mais informações e evitar divergências na hora da compra, causando possíveis devoluções. 

Ter em mente que seu cliente não possui o produto em mãos ajuda na hora de fotografar. 

Procure sempre pensar como consumidor na hora de escolher as fotos para sua loja virtual. 

O que você gostaria de ver para ter certeza daquilo que está comprando?

Esses são apenas alguns exemplos de alternativas para se vender moda e vestuário no e-commerce. 

Além disso, veja qual é seu estilo, seu público alvo e adeque-se sempre para não ficar de fora das tendências desse mercado tão competitivo.

CADA FOTO RUIM É UM INCENTIVO A MAIS PARA VOCÊ PERDER A VENDA

mude este cenário

×